Nico Laprovittola celebra a boa fase






Destaque da vitória por 85 a 80 da Argentina sobre o Brasil no Torneio Três Nações, com 15 pontos, em 20 minutos em quadra, Nico Laprovittola celebra a boa fase nesta temporada. Após vencer todos os campeonatos que disputou pelo Flamengo, em seu primeiro ano em solo brasileiro, o armador deu um importante passo na noite desta sexta-feira para figurar entre os 12 jogadores que vão à Copa do Mundo da Espanha entre os dias 30 de agosto e 14 de setembro.

Com as ausências dos lesionados Carlos Delfino e Manu Ginobili, que podem atuar na sua posição, o jogador é hoje o terceiro armador do time de Julio Lamas e mostrou ser uma boa opção depois de meter quatro das sete bolas de três tentadas, além de fazer o quinteto jogar. Aos 24 anos, ele ainda está distante da titularidade, mas nem isso tira o sorriso de seu rosto, principalmente depois de evoluir no seu estilo de jogo e poder dividir a responsabilidade da condução da equipe com Pablo Prigioni e Facundo Campazzo.

- Ver Prigioni e Campazzo jogar na minha posição é algo que eu gosto. Competir com eles, nessa equipe, é muito bom. Cresci, sinto que amadureci - analisou o camisa 9 da seleção.

Nico Laprovittola, basquete (Foto: Instagram)


E mostrar ao comandante que é merecedor de ir ao Mundial não é fácil, especialmente para um terceiro reserva e que vem de um basquete brasileiro com maneira de jogar bem diferente do que é executado na Argentina.

- No Brasil, existem outros costumes, um basquete diferente. Você tem que estar preparado em todos os momentos. No (torneio do) Brasil, não joguei muito tempo, mas fiz o melhor que pude. Isso é que me faz feliz todos os dias aqui - ressaltou.

Nico terá mais uma chance de carimbar sua vaga para a Espanha. Na noite deste sábado, os hermanos entram em quadra na busca do título do triangular, que virá em caso de vitória diante do México.
Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!