Marcelinho pode atingir marca de 4.000 pontos no NBB






Marcelinho Machado está perto de mais uma importante marca em sua carreira. Maior cestinha da história do NBB, com 3.994 pontos, o capitão do Flamengo pode alcançar a inédita marca de 4.000 pontos em sua trajetória na competição. E os seis pontos que o separam da marca podem sair neste sábado (15), quando a equipe da Gávea enfrenta seu rival Macaé Basquete, fora de casa, no Ginásio “Juquinha”, em Macaé (RJ), às 19h30.
 
Em pleno clássico contra Macaé, ala Marcelinho pode atingir histórica marca de 4.000 pontos no NBB
 
Líder isolado da temporada 2013/2014 do NBB, com campanha de 22 vitórias em 26 partidas, o clube carioca vive grande fase e não sabe o que é perder há cinco partidas no maior campeonato de basquete do país.  Para completar a maré positiva, o time comandado pelo técnico José Neto está classificado também, pela primeira vez, para o ‘Final Four’ da Liga das Américas, que acontecerá no Ginásio Maracanazinho, nos dias 21 e 22 de março.
 
 “Fico feliz de estar perto de um número como esse, uma marca importante, que significa muito para mim. Só é possível alcançar uma marca como essa com a ajuda da equipe, dos companheiros. São 4.000 pontos, que contam muito da minha história dentro do Flamengo e da competição. Em cinco edições do NBB, fomos bicampeões, fizemos três finais e sempre ficamos entre os quatro primeiros, o que me deixa muito feliz”, disse Marcelinho.
 
E se a temporada passada foi interrompida por uma grave torção no joelho direito logo no primeiro minuto da estreia do Flamengo, em novembro de 2012, contra o Espírito Santo, deixando o ala fora do restante da competição, as atuações na sexta edição são de encher os olhos. Depois da conquista invicta do eneacampeonato estadual, o capitão vem comandando o esquadrão rubro-negro em campanhas irretocáveis (quase 84,6% de aproveitamento no NBB e 100% na Liga das Américas) e jogando em altíssimo nível. No nacional, média de 18,2 pontos por jogo, e na Liga das Américas, o capitão rubro-negro anota 15,2 tentos em média.
 
“Fiquei a última temporada parado por causa da lesão e, claro, tinha um receio sobre como voltaria, se conseguiria voltar a jogar em alto nível. Tenho que agradecer aos médicos, fisioterapeutas, a todos da comissão técnica pelo apoio, pelo suporte e pela confiança, além dos meus companheiros e da torcida, que sempre me passou força e me deu muito carinho. Fico orgulhoso por poder ajudar o time, ver que estamos evoluindo a cada jogo, e chegar a essa marca é motivo de orgulho pra mim”, completou o capitão do Flamengo.
 
Os números de Marcelinho no NBB realmente impressionam. Em 166 partidas, o experiente atleta converteu 49,8% dos pontos tentados (3.994/8.014), sendo 40,4% de aproveitamento nas bolas de três e 85,5% nos lances livres, dando 520 assistências e roubando 285 bolas, além de ser dono do recorde de pontos (63) e de bolas de 3 pontos (16) em uma partida só no campeonato, ambos estabelecidos no duelo contra São José/Unimed, no NBB3.
 
Bicampeão do NBB (primeira e última edições), Marcelinho foi o MVP (Jogador Mais Valioso) das duas primeiras edições, além de cestinha de três primeiras temporadas. Ainda com a camisa rubro-negra, o jogador de 38 anos conquistou os títulos do Campeonato Brasileiro (2008) e da Liga Sul-Americana (2009).
Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!