Flamengo volta ao NBB contra o Bauru






Após classificação na Liga das Américas, Flamengo volta ao NBB contra o Bauru

O Flamengo está de volta ao NBB. Dono da melhor campanha do campeonato nacional até o momento, a equipe rubro-negra tornará a entrar em quadra pela competição após um mês e o adversário será o Paschoalotto/Bauru, neste sábado, às 18h (de Brasília), no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, pela 30ª rodada da temporada 2013/2014.
 
Durante o tempo em que ficou afastado do NBB – a última partida da equipe na competição foi no dia 08/02, diante do Paulistano -, o esquadrão rubro-negro conquistou a inédita classificação ao Final Four da Liga das Américas. Na cidade de Xalapa, no México, o time comandado pelo técnico José Neto venceu Cocodrilos de Caracas (VEN), o também brasileiro Unitri/Magazine e o anfitrião Halcones Xalapa para garantir a melhor campanha do Grupo E e uma vaga na fase decisiva do torneio continental.
 
Com a etapa final da Liga das Américas agendada para os dias 21 e 22 de março, o Flamengo volta suas atenções para o NBB e buscará a 21ª vitória na temporada neste sábado. Na ponta da tabela de classificação, o clube da Gávea acumula apenas quatro derrotas em 24 partidas disputadas (83,3% de aproveitamento) e está bem a frente de UniCEUB/BRB/Brasília, Pinheiros/SKY e Paulistano/Unimed, equipes que aparecem abaixo, todas com campanha de 18 triunfos em 26 jogos realizados (69,2%
de aproveitamento).
 
Porém se engana quem pensa que o clima é de tranquilidade no time da capital carioca. Ainda sem ter o primeiro posto garantido, a equipe não quer saber de relaxamento e espera retornar ao maior campeonato de basquete do país com uma importante vitória atuando ao lado de seu torcedor. Até o momento, o Flamengo disputou 12 partidas como mandante e saiu vitorioso em dez oportunidades, o que resulta também no aproveitamento de 83,3%.
 
“O time também está se saindo muito bem. Estávamos sem jogar pelo NBB por um longo período e agora já vamos voltar com tudo e já em uma partida dentro da nossa casa, temos que vencer”, disse o ala Marquinhos, um dos destaques da classificação flamenguista na Liga das Américas.
 
Mesmo diante do líder, Bauru está confiante em conquistar uma vitória. Na última rodada, a equipe do interior paulista viu seu bom momento no maior campeonato de basquete do país ser interrompido. Após cinco triunfos consecutivos, a equipe dirigida pelo técnico Guerrinha foi derrotada pelo Macaé Basquete e permaneceu na oitava colocação, agora com 13 vitórias em 25 partidas realizadas (52% de aproveitamento).
 
“Sabemos muito bem como é difícil enfrentar o Flamengo aqui no Rio de Janeiro. É um time de muita qualidade e que vem fazendo um campeonato muito bom, mas fizemos um jogo muito bom contra eles no primeiro turno e temos totais condições de vencer esse jogo”, disse o técnico bauruense Guerrinha, ao lembrar do duelo entre as equipes na primeira metade do campeonato, vencido pelos cariocas por apenas dois pontos (96 a 94).
 
A última visita do Bauru ao Flamengo no Ginásio do Tijuca Tênis Clube traz boas recordações à equipe. Em partida válida pelo segundo turno da última temporada, o esquadrão do Estado de São Paulo bateu o clube da Gávea, pelo placar de 89 a 74.
 
“Sempre fazemos bons jogos contra o Flamengo e temos a certeza que será mais um jogo assim. Nosso time é bom, já os vencemos aqui antes e podemos fazer isso de novo”, disse Larry, um dos destaques do triunfo do Bauru em solo carioca no NBB 2012/2013, com 15 pontos, cinco assistências e quatro bolas recuperadas.
 
A partida deste sábado colocará frente a frente os dois maiores reboteiros da história do NBB. Olivinha, do Flamengo, é o líder histórico do fundamento com 1.802, enquanto que Murilo, do Bauru, que ultrapassou a marca dos 1.500 rebotes na última partida, contra o Macaé, é o segundo colocado, agora com 1.502.
Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!