Flamengo reencontra torcida e vence Bauru pelo NBB







Depois de um mês afastado do NBB devido aos jogos na Liga das Américas e as pausas para o Carnaval e o Jogo das Estrelas, o Flamengo voltou à principal competição de basquete nacional da mesma maneira de antes: com vitória. Reencontrando sua torcida no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, os cariocas venceram o Paschoalotto/Bauru, por 85 a 66, neste sábado.

Com o resultado, o Flamengo segue tranquilo na liderança e chegou à quarta vitória consecutiva na competição - a última delas foi exatamente há um mês, contra o Paulistano. Durante o período que ficou fora, o Rubro-Negro foi até o México, terminou na liderança do Grupo E da Liga das Américas ao bater Cocodrilos de Caracas (VEN), o brasileiro Unitri/Magazine e o anfitrião Halcones Xalapa e conquistou a inédita vaga para o Final Four do torneio continental.

Depois de perder no primeiro quarto, os cariocas conseguiram levar a melhor no primeiro tempo truncado e foram ao vestiário vencendo por 34 a 27. Na volta, os anfitriões mantiveram o domínio e ampliaram a vantagem para vencerem com tranquilidade.

O responsável por comandar a vitória do Flamengo foi o veterano Marcelinho, que ficou em quadra por 37 minutos e contribuiu com 20 pontos. Além dele, quem também jogou bem foi Gegê, com 13 anotados.

Pelo time do interior paulista, Murilo se destacou ao anotar um duplo-duplo, com 14 pontos e 13 rebotes, e Ricardo Fischer foi o cestinha, com 22 pontos feitos.

Em busca da 22ª vitória no 26º jogo, o Rubro-Negro volta à quadra na próxima segunda-feira, para enfrentar o Limeira, novamente em casa. Já o Bauru, que caíu da oitava para a nona colocação, com 50% de aproveitamento, terá pela frente o Mogi das Cruzes, na próxima quinta-feira, no ginásio Panela de Pressão.
Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!