Flamengo está na final da Liga das Américas






http://blogs.estadao.com.br/marcius-azevedo/files/2014/03/blog_finalfour.jpg

Catimba, Técnico adversário sendo expulso. Descontrole. Foi um verdadeiro Brasil e Uruguai a segunda semifinal da Liga das Américas. O duelo entre Flamengo e Aguada foi uma batalha dentro e fora da quadra, com direito a muitos lances ríspidos e reclamações, que geraram faltas anti-desportivas e técnicas, até a exclusão do técnico Javier Espindola e do ala-armador Rodrigo Trelles. Na arquibancada, cerca de 250 torcedores do time uruguaio também provocaram e foram provocados, precisando a polícia entrar em ação para não ter nenhum tipo de problema mais sério. No fim, vitória fácil e classificação assegurada para a inédita final da "Libertadores do basquete" por parte dos favoritos cariocas por 113 a 81 (56 a 39).

Mas a história poderia ter sido diferente. Depois de um bom início do Flamengo, a equipe sofreu um apagão no fim do primeiro quarto e chegou a ser ultrapassada no segundo. Só que uma falta anti-desportiva contra o Aguada, tirou o seu treinador do sério, e as reclamações vindas do banco se transformaram em vantagem de dez pontos para os donos da casa, que com a sua torcida inflada no Ginásio do Maracanãzinho, não permitiram mais nenhum tipo de reação ao adversário.

O cestinha da partida foi o ala Marcelinho, com 26 pontos, sendo 15 no segundo quarto, e sete rebotes. Marquinhos, com 23, e Olivinha com 19, sendo 16 no terceiro quarto, também foram os destaques do Rubro-Negro. O maior pontuador do campeonato, Leandro Garcia Morales foi o que mais marcou para os uruguaios com 21 pontos.

Agora os rubro-negros têm menos de 24h para se concentrarem para a final da competição, que será diante do rival Pinheiros, às 21h15m (horário de Brasília), no mesmo local.

Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!