Flamengo recebe dinheiro de patrocinador no basquete






Marcelo Vido, Eduardo Bandeira de Mello e Alexandre Póvoa coletiva Flamengo (Foto: Matheus Tibúrcio)

Após três meses de trâmites burocráticos, nesta quinta-feira, o Flamengo viu cair em seu cofre os R$ 8.3 milhões referentes ao patrocínio com a TIM, anunciado ainda no final do mês de setembro do ano passado pelo diretor Marcelo Vido e que vai beneficiar o time de basquete do clube, atual campeão do NBB. O montante, pago de maneira integral pela operadora de telefonia italiana, será, parcialmente, repassado aos jogadores do clube nesta sexta-feira ou, no mais tardar, na próxima segunda-feira, já que os mesmos não recebem seus salários há dois meses.

O valor não deverá pôr fim aos problemas financeiros da modalidade, que ainda está a procura de um patrocinador master para fechar a temporada, mas segundo o diretor executivo de esportes olímpicos, Marcelo Vido, diminuirá significativamente a asfixia financeira. 

- Ainda dependemos de um percentual muito baixo de recurso até julho e estamos a procura, mas o mercado não está favorável. Em relação aos atrasados, nós estamos com dois meses e, nesta sexta-feira, vamos anunciar aos jogadores como isso será pago, depois de uma reunião com o nosso financeiro. Por mim, quero pagar logo os dois meses de uma vez só, mas dependo de aprovações superiores. De qualquer forma, acho que teremos tudo quitado ou nesta sexta ou, no máximo, na próxima segunda-feira - disse Vido.

Por ser um projeto através da lei de incentivo fiscal, cada centavo gasto com o esporte tem que ser com o time atual e comprovado junto a Secretária de Esporte do Estado. Dívidas do passado, como a premiação pela conquista da última edição do NBB, não poderão ser pagas com este dinheiro.

- É contra a lei. Não podemos pegar um dinheiro destinado ao time do NBB 6 para pagar dívidas do NBB 5. O que vamos fazer é reembolsar o Flamengo pelo que foi gasto pelo clube com o time nos últimos cinco meses, já que a temporada do basquete vai de agosto a julho. A premiação será paga com outros recursos. Pode ser paga de uma vez só ou parcelada. A vinda destes recursos vai aliviar a parte que estava saindo do clube - explicou o diretor, que já planeja entre fevereiro e março voltar ao mercado com o projeto para o ano que vem, com o objetivo de evitar que o sufoco financeiro se repita.

- Temos que fazer isso para não ficarmos com esta lacuna. Mas não vejo um bom momento para os esportes olímpicos em geral. Veja o exemplo do Rio de Janeiro no vôlei. Acredito que só após a Copa do Mundo o mercado vai aquecer - opinou.


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!