Olivinha fala sobre partida contra São José: 'Minha pior partida da história'






Olivinha, Jefferson e Caio Torres basquete Flamengo x São José (Foto: Fabio Leme)

A derrota do Flamengo por 22 pontos de diferença para o São José, jogando em casa, neste sábado, pela décima rodada do NBB, não é algo comum de se ver. Também é incomum ouvir um jogador confessando seu terrível desempenho e taxando-o como o pior de sua carreira. Mas foi isto que se pôde escutar minutos após a derrota dos cariocas para os paulistas por 81 a 59. Contrariado com sua performance em quadra, Olivinha não poupou críticas a si mesmo.

- Pior partida minha da história. Errei tudo. Nada deu certo. Fui muito mal - falava o xodó da torcida quando caminhava para o vestiário.

Momentos depois, de cabeça menos quente, o camisa número 16 ainda lamentava a atuação, mas, muito menos abatido, garantiu que isto não vai interferir na sequência.

- Hoje (ontem), foi uma partida apática, não tivemos atitude e a parte defensiva do time não fluiu. Uma das piores partidas que eu tive. Não aproveitei quase nenhuma oportunidade. Não ajudei como estou acostumado, mas acontece. Não posso abaixar a cabeça, pois sei do meu valor - declarou o atleta, responsável por dois pontos e nove rebotes no duelo com os joseenses.

A chance do moral voltar pode vir nos próximos dois jogos. Com duas pedreiras pela frente, fora de casa, o ala-pivô rubro-negro diz acreditar que duas vitórias diante do líder Limeira e do atual campeão paulista, Bauru, trarão de volta a confiança necessária.

- Com certeza, pois são duas equipes que vêm fazendo uma grande campanha. Uma é líder do NBB e vai jogar com o apoio da torcida, que vai lotar contra a gente. A outra é a atual campeã paulista e tem grandes jogadores. Também jogarão com o ginásio lotado. Logo, se conseguirmos duas vitórias, o moral aumenta - completou Olivinha.


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!