Minas bate o Flamengo e vence a primeira no NBB 6






Basquete NBB - Minas x Flamengo (Foto: Orlando Bento/Divulgação)

Flamengo e Minas tênis entraram em quadra nesta quinta-feira, em Belo Horizonte, pela sétima rodada do NBB, com objetivos completamente diferentes. Enquanto os rubro-negros buscavam a sexta vitória para seguir na cola do líder Limeira, que derrotou o São José por 82 a 76, fora de casa, os donos da casa lutavam desesperadamente pelo primeiro resultado positivo na competição. E como no esporte a lógica nem sempre prevalece, a equipe do técnico Carlos Romano dominou a partida inteira e, surpreendentemente, atropelou o atual campeão brasileiro por 84 a 66 (35 a 31).

Para chegar à primeira vitória na competição, o Minas Tênis contou grandes atuações de Betinho, cestinha do confronto com 23 pontos, Douglas Nunes, que anotou 19 pontos e nove rebotes, e Coelho, que contribuiu com outros 17 pontos. Pelo lado rubro-negro, Olivinha, com um duplo-duplo de 18 pontos e dez rebotes, e o argentino Nicolas Laprovittola, que anotou 16, foram os maiores pontuares. Marcelinho e Jerome Meyinsse marcaram 13 pontos cada.

Na vice-liderança do NBB, o time rubro-negro precisava da vitória em Belo Horizonte para seguir na cola do Limeira. Com Marcelinho ainda longe da sua melhor forma física no banco de reservas, o time rubro-negro não jogou bem nos primeiros dez minutos. Liderado por Douglas Nunes, cestinha com oito pontos, o Minas Tênis dominou as ações durante todo o primeiro período, chegou a abrir nove pontos (16 a 7) e venceu por 18 a 13. O prejuízo só não foi maior porque Olivinha, com sete pontos, e Nicolas Laprovittola, com seis, carregaram o time carioca.

O Flamengo voltou melhor na segunda etapa. Mesmo com Marcelinho descalibrado - o ala errou seus três primeiros arremessos e anotou apenas três pontos no primeiro tempo -, o time do técnico José Neto equilibrou o jogo, perdeu o quarto por apenas um pontinho e foi para o vestiário perdendo por apenas quatro pontos (35 a 31). Betinho foi o destaque da equipe mineira no período com nove pontos.  

O intervalo não fez bem ao time rubro-negro. Neto optou em manter Olivinha no banco, e a equipe carioca voltou perdida. Com Douglas Nunes em noite inspirada, os donos da casa abriram 46 a 35, a maior diferença no jogo, e pareciam que deslanchariam no marcador. Com o ala-pivô de volta e o americano Meyinsse levando vantagem debaixo do garrafão, o time rubro-negro reagiu, fez uma corrida de 9 a 1 e diminuiu o prejuízo para apenas três pontos (47 a 44).

A virada parecia questão de tempo. Mas acabou não vindo. Pelo contrário. Surpreendentemente, o time carioca parou em quadra, sofreu dez pontos consecutivos e viu a diferente aumentar para 13 pontos (57 a 44). Olivinha ainda marcou mais dois pontos, chegou aos 15 na partida, e o Minas terminou o terceiro período vencendo por 57 a 46.

Betinho continuava fazendo grande partida e anotou os dois primeiros pontos dos últimos dez minutos. Apagado, Marcelinho finalmente apareceu com sua segunda bola de três no jogo e trouxe a diferença para dez pontos. Mas o Minas tinha Douglas Nunes e Betinho com as mãos calibradas, e a dupla mantinha a diferença confortável.

O camisa 4 rubro-negro até acordou de vez, e, com cinco pontos seguidos, chegou a 11 e diminuiu a diferença para oito. Mas Douglas Nunes e Betinho, numa disputa quase particular pelo posto de cestinha do jogo, não deixavam o Flamengo encostar. A cinco minutos do fim, a vantagem mineira era de 15 pontos (74 a 59) e a primeira vitória no NBB após três derrotas consecutivas parecia cada vez mais próxima.

Em grande desvantagem no marcador, os atuais campeões não conseguiram reagir e praticamente jogaram a toalha. Com a vitória nas mãos, os donos da casa não diminuíram o ritmo e só tiveram o trabalho de ampliar a vantagem para 18 pontos.    

As duas equipes voltam à quadra neste sábado, pela oitava rodada. Enquanto o Minas recebe o Macaé, em Belo Horizonte, às 18h, o Flamengo viaja até vitória para tentar a reabilitação diante do Espírito Santo, às 19h. 
Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!