Flamengo derrota São José e enfrenta Bauru na LDB






jogo basquete Flamengo São José (Foto: Marcello Pires)

Com o argentino Rúben Magnano presente no ginásio Hélio Maurício, na Gávea, sobraram motivos para os jogadores de Flamengo e São José mostrarem serviço no jogo de fundo da segunda rodada da fase final da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB). O problema foi que Cristiano Felício ainda tinha sua família toda nas arquibancadas e roubou a atenção do técnico da seleção brasileira só para ele. Com um duplo-duplo de 27 pontos e 14 rebotes, o pivô teve uma atuação sensacional, comandou a vitória dos donos da casa sobre a equipe paulista por 69 a 52 (27 a 23), nesta sexta-feira, e certamente carimbou seu nome das futuras listas do comandante do Brasil.

- Graças a Deus tive uma atuação boa. Meus companheiros confiaram em mim no começo do jogo e consegui um bom aproveitamento próximo à cesta. Eles me serviram com qualidade e pude ter um bom desempenho. Eu fui bem, mas o que importa é que o time inteiro teve uma boa atuação - ressaltou Felício.

A atuação do camisa 21 foi tão dominante que o pivô anotou todos os dez pontos do time rubro-negro no segundo quarto e 19 dos 27 da equipe no primeiro tempo. Além de Felício, Diego, com nove pontos em pouco mais de 15 minutos em quatro, Chupeta, com oito pontos, e Gegê e Alef, cada um com sete, também contribuíram para a vitória dos donos da casa. Pelo lado de São José, Victor Correa, com 15 pontos e cinco rebotes, e Gustavo, que anotou 13 pontos, cinco rebotes e três assistências, foram os principais destaques.

Com duas vitórias em dois jogos e uma das duas vagas do grupo B nas semifinais praticamente na mão, o Flamengo volta à quadra neste sábado, contra o atual campeão Bauru, às 20h (de Brasília), no ginásio da Gávea, pela última rodada da fase final. Na outra partida da chave, São José e Pinheiros jogam, às 18h. Flamengo e Pinheiros dependem apenas de si para avançar, sendo que o Rubro-Negro pode perder por até mesmo sete pontos de diferença. Pelo grupo C, Ginástico e Brasília se enfrentam, às 14h, e Minas e Basquete Cearense, na sequência, às 16h.

O JOGO

A bola de três pontos convertida pelo armador Gegê logo no primeiro ataque da partida foi a senha de que o Flamengo teria um início de partida bem diferente da estreia contra o Pinheiros. E a previsão estava certa. Com um aproveitamento de 100% nos arremessos de quadra no período, Cristiano Felício anotou nove pontos e comandou o começo arrasador do time do técnico Paulo Chupeta, que abriu 17 a 5 em pouco mais de cinco minutos.

A larga vantagem obrigou o técnico Marcos Lima a parar o jogo. O pedido de tempo deu certo e quebrou o ritmo do time rubro-negro. Com o titular Diego no banco, poupado com dores no joelho direito, Paulo Chupeta colocou Danielzinho e Pizzolato nos lugares de Gegê e Chupeta, respectivamente, mas as mudanças não surtiram muito efeito. A liderança dos donos da casa só não foi ameaçada porque São José errava demais e só conseguiu diminuir o prejuízo para seis pontos ao fim do quarto.

Se o segundo quarto do Flamengo não foi tão bom, o de Cristiano Felício foi espetacular. Graças a ele os donos da casa conseguiram ir para o intervalo vencendo por 27 a 23. Ainda sem cometer nenhum erro nos arremessos de quadra, o pivô anotou todos os pontos do time carioca no período e chegou a 19 na partida após o primeiro tempo.

A atuação do jogador da seleção brasileira destoava tanto em relação ao restante do time rubro-negro que apenas Gegê, com seis pontos, e Alef, com outros dois, marcaram para o Flamengo além de Cristiano Felício nos primeiros 20 minutos. Pelo lado de São José, que venceu o segundo quarto por 12 a 10, Gustavo e Victor Correa foram os destaques com oito pontos cada.

São José voltou do intervalo disposto a atrapalhar os planos do Flamengo e diminuiu a diferença para dois pontos. Irritado, Chupeta pediu tempo e colocou Diego em quadra. Mesmo com uma proteção no joelho direito, o armador rubro-negro, destaque das cinco etapas da fase de classificação, matou uma bola de três pontos logo na sua primeira tentativa na partida.

O lance pôs fogo no jogo, e São José sentiu o golpe. Melhor para os donos da casa, que apertaram a marcação, fizeram uma corrida de 18 a 7 e abriram 13 pontos de frente. O time paulista ainda achou dois pontinhos no final do período, mas continuou sem conseguir parar Cristiano Felício, que terminou o terceiro período com 25 pontos, 12 rebotes e dois tocos.

Mesmo no sacrifício, Diego anotou quatro dos seis primeiros pontos do Flamengo no último quarto. Mas Cristiano Felício continuava dominante. Com mais dois rebotes e dois pontos, o pivô chegou a 27 pontos e 14 rebotes, e o time rubro-negro a 16 pontos de vantagem. Com a vitória nas mãos, Chupeta poupou alguns titulares e o time rubro-negro apenas administrou sua vantagem para garantir sua segunda vitória.

Confira a classificação da fase final da LDB:

Grupo B
1º. Flamengo - 4 pontos
2º. Pinheiros - 3
3º. Bauru - 3
4º. São José - 2

Grupo C
1º. Brasília - 4 pontos
2º. Minas - 3
3º. Ginástico - 3
4º. Basquete Cearense - 2

Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!