Marcelinho fala da sua importância fora de quadra







Após lesão, Marcelinho Machado deixa o Tartarugão em uma ambulância (Foto: Fábio Vicentini/A Gazeta)

O ala-armador classificou a campanha rubro-negra no NBB como "formidável". Segundo ele, o clube da Gávea superou uma série de dificuldades para chegar ao topo. O maior obstáculo veio logo no primeiro jogo contra o Vila Velha, no Espírito Santo, quando sofreu uma grave lesão no joelho. Obrigado a se afastar, Marcelinho iniciou uma corrida contra o tempo, fez fisioterapia e treinos de recuperação até voltar ao banco de reservas, ainda sem condições de jogar. Se em um primeiro momento, o mundo parecia ter desabado, o jogador de 38 anos acabou encontrando um caminho para ajudar os companheiros.

- Um dos momentos mais difíceis foi a minha lesão. O meu grande aprendizado foi perceber que você pode fazer parte de uma conquista sem desempenhar aquela função pré-determinada de estar na quadra, onde me sinto mais à vontade. Demorei para entender que poderia contribuir de outras formas. Fiquei muito chateado no início, mas descobri uma outra função, de incentivar o time, passando um pouco da minha experiência em vitórias e derrotas. O grupo respondeu bem, sempre me ouvindo, dialogando e alguns até dedicaram o título para mim. A conquista foi brilhante, com uma festa linda da torcida na Arena para entrar para a história. Fiquei muito feliz por ter feito parte de uma equipe tão vitoriosa - declarou Marcelinho, que espera uma próxima temporada com um equilíbrio de forças no NBB


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!