Flamengo e Uberlândia reeditam final de 2004






Há nove anos, Flamengo e Uberlândia já decidiram um campeonato nacional e, naquela ocasião, o time do Triângulo Mineiro levou a melhor. Fez 3 a 0 no playoff em melhor de cinco e conquistou seu primeiro grande título.

Apesar de já ser decorrida quase uma década daquela decisão, personagens que estiveram em quadra à época voltarão a duelar neste sábado.

No lado flamenguista, os remanescentes são Olivinha e Duda. No time mineiro, estão os armadores Helinho e Valtinho e o pivô Estevam.

Do lado de fora da quadra, Hélio Rubens voltou ao comando do Uberlândia após deixar Franca. Ele tem ao seu lado, como assistente, o ex-pivô Brasília, autor de seis pontos no terceiro e decisivo jogo, disputado no ginásio do Uberlândia Tênis Clube (veja mais abaixo).

Destaque do time mineiro hoje, Cipolini integrava o elenco, mas era juvenil e nem atuou na decisão.

– Apesar de ter sido 3 a 0, foi uma série muito difícil. Lembro da partida no Tijuca e da torcida do Flamengo pressionando muito. Mas tudo correu bem, sem problemas – disse Helinho, que ainda se recupera de uma paralisia facial, mas jogará alguns minutos na partida de hoje.

Questionado sobre semelhanças com aquela decisão, o jogador fez uma análise das duas equipes.

– Acho que este time de hoje é semelhante ao que venceu o título. E, para mim, o Flamengo de hoje é melhor do que aquele – afirmou.

Segundo maior pontuador do Rubro-Negro na atual edição do NBB, o ala-pivô Olivinha também mudou de status. Em 2004, então com 21 anos, dava os primeiros passos na carreira. Atualmente, é titular incontestável no garrafão.

– Chegamos naquela final como azarões. Ninguém acreditava que conseguiríamos ir até lá, mas conseguimos. Infelizmente acabamos derrotados – contou o jogador.

Hoje, porém, a situação é diferente. Por ter feito a melhor campanha da primeira fase, contar com o apoio de 17 mil torcedores e ter vencido o Uberlândia nos dois duelos da etapa de classificação, o Fla carrega nas costas o favoritismo
Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!