Torcida e raça levam o Flamengo a virada em cima do Paulistano







Morrerei do coração. Se não morrer do coração, morrerei de alegria. É essa a sensação que eu tenho com o basquete do Flamengo. Acompanhando o jogo pelo site da NBB então....

Depois de fazer apenas 22 pontos e terminar o primeiro tempo perdendo por uma diferença de 16, realmente era difícil acreditar que o time rubro-negro tiraria tamanho prejuízo e faria 2 a 0 na série melhor de cinco jogos das quartas de final do NBB. Mas como no basquete nada é impossível, a equipe do técnico José Neto voltou completamente diferente do vestiário e com a tocida apoiando venceu o time paulista por 80 a 76 (22 a 38), numa virada sensacional.

- O Flamengo começou mal, fez um primeiro tempo ruim, mas nos encontramos no terceiro quarto graças ao apoio da torcida. O torcedor hoje foi determinante para que conseguíssemos reagir e chegar à vitória - avaliou o ala-pivô Olivinha.

Do lado visitante, o técnico Gustavo de Conti lamentou a queda de produção da equipe nos dois últimos quartos.

- Fizemos um bom primeiro tempo, estávamos bem na partida, mas não conseguimos defender bem no terceiro e último quartos, quando deixamos o adversário converter muitas bolas previsíveis.

O camisa 11 rubro-negro, Marquinhos, foi o cestinha da partida com 19 pontos, seguido pelo armador Kojo e o ala-armador Vitor Benite, que anotaram 12. Pelo Paulistano, os destaques foram o ala Eddy e o pivô Toyloy, que marcaram 16 e 13 pontos, respectivamente. As duas equipes voltam à quadra do Tijuca neste sábado, para o jogo 3, às 21h30m, com transmissão do SporTV.

O time rubro-negro precisa vencer novamente diante de seus torcedores para assegurar uma vaga nas semifinais do NBB. Ao Paulistano, resta ganhar três vezes seguidas.

Flamengo basquete comemoração jogo Paulistano (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)Jogadores do Flamengo festejam com a torcida no Tijuca (Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo)

Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!