Marcelinho soma histórico de confusões em quadra







Envolvido na briga entre os jogadores de Flamengo e São José, no jogo 4 da semifinal do NBB, apesar de nem ter entrado em quadra, o ala Marcelinho Machado tem um histórico de confusões. Apesar da experiência os 38 anos de idade e dos títulos (como três nacionais e três ouros Pan-Americanos com a Seleção), o jogador soma diversas participações em confusões com os adversários dentro de quadra.

No Flamengo desde 2007, Marcelinho segue na fase final de recuperação, depois de passar por cirurgia no joelho direto, em dezembro do ano passado. Confira outras brigas em que o jogador já se envolveu em sua carreira.

Joinville 27 x 23 Flamengo - 5 de outubro de 2009 - Torneio de Clubes

Na decisão do Torneio de Clubes, um campeonato preparatório, Marcelinho cometeu uma falta antidesportiva em Shilton, do Joinville, quando faltavam quatro minutos para o fim do segundo quarto. Inconformado com a decisão, o jogador discutiu com adversários, com os árbitros e foi expulso. O ala-armador ainda se recusou a sair de quadra, o que forçou a paralisação da partida. Como a equipe de Santa Catarina estava na frente do placar, foi declarada campeã da competição.

Brasília 85 x 84 Flamengo - 30 de maio de 2010 - NBB

Após o fim da terceira partida da decisão daquele ano, torcedores entraram na quadra do ginásio Nilson Nelson. O pivô Wagner, do Flamengo, foi agredido. Jogadores da equipe carioca, entre eles Marcelinho, brigaram com os invasores. A polícia chegou a jogar spray de pimenta no rosto dos torcedores e dos atletas. Por causa da confusão, o Brasília perdeu o mando de quadra do quinto jogo e a partida foi em Anápolis (GO). Mesmo assim, fechou a série em 3 a 2, conquistando o título.

Franca 91 x 78 Flamengo - 10 de maio de 2011 - NBB

No ginásio Pedrocão, o Franca derrotou o Flamengo e fechou a semifinal do NBB daquele ano em 3 a 0. Faltando 33 segundos para o fim, Fernando Penna (da equipe paulista) colocou a bola entre as pernas de David Teague, do Rubro-Negro. Marcelinho Machado partiu para cima do adversário, por considerar o drible uma provocação. Em seguida, uma confusão entre jogadores, árbitros e seguranças interrompeu o jogo.

- O Penna disse que é recurso? Isso não é atitude desportiva, de um jogador que entra em quadra para competir. Ganhando por 15 pontos, o cara colocou a bola por entre as pernas. Quem jogou basquete sabe se isso é recurso ou não - protestou Marcelinho, na época.

Por causa da briga, Marcellinho foi punido pelo STJD com quatro jogos de suspensão e multa de R$ 100.

Estados Unidos 88 x 77 Brasil - 28 de outubro de 2011 - Jogos Pan-Americanos

Em um elenco de novatos, para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Marcelinho Machado era um dos jogadores mais experientes da seleção brasileira. Na derrota para os norte-americanos, ainda na fase de grupos, o ala-armador se envolveu em uma pequena confusão com Justin Dentmon, quando o relógio marcava um minuto para o fim do último período. No entanto, os próprios jogadores conseguiram acalmar os ânimos.

Brasil 91 x 75 Argentina - 12 de julho de 2012 - Super Four de Basquete

Na decisão do Super Four, torneio preparatório para as Olimpíadas de Londres, Marcelinho se desentendeu com o ala-pivô Léo Gutiérrez no segundo quarto. Depois de um contra-ataque brasileiro, os dois jogadores disputaram o rebote e trocaram empurrões. O pivô Nenê ainda agrediu um adversário, antes de os outros jogadores entrarem no meio dos companheiros e encerrar as discussões.


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!