Flamengo fecha patrocínio pontual com Harley-Davidson para a final do NBB







O Flamengo acertou com a Harley-Davidson, uma das maiores fabricantes de motocicletas do mundo, um acordo de patrocínio para a final do Novo Basquete Brasil, que será disputada neste sábado (01.06). Ao entrarem em quadra para o confronto com o Uberlândia, os jogadores estamparão a marca da empresa na parte frontal de suas camisas. Paulo Sergio, diretor geral da Harley-Davidson no Rio de Janeiro, explicou a razão do Rubro-Negro ter sido escolhido

"Flamengo e Harley Davidson são duas marcas "Premium", e a audiência da fusão entre essas duas instituições de prestígio mundial faz todo o sentido. Como somos a única concessionária do Rio de Janeiro e o Flamengo é o clube mais representativo do estado e está na final do Novo Basquete Brasil, sentimos a necessidade de nos associarmos. Acredito que essa seja uma parceria de sucesso e esperamos ver o Flamengo sair com uma vitória, neste sábado, na final do campeonato mais importante do país na modalidade", disse o diretor. Ele também falou sobre o interesse da empresa no basquete:

"São varias coincidências. Tanto eu quanto o Marcelo Vido (diretor executivo de Esportes Olímpicos do Flamengo) somos praticantes de basquete. E sendo a Harley-Davidson uma marca americana, nos associamos a um dos esportes "reis" dos Estados Unidos, junto com o baseball e o futebol americano. Além disso, temos a visibilidade do Flamengo e a aposta na vitória do clube nessa final. Juntamos o histórico com o sentimental e esse foi o resultado."

A Harley-Davidson é referência mundial no mercado de motocicletas. A empresa foi fundada no início do século passado, nos Estados Unidos, e é conhecida pela excelência na sua produção. Muitos de seus consumidores a consideram um estilo de vida.


Autor: Comunicação

Fonte: Site Oficial do Clube


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!