Duda agradece confiança da equipe







O abraço demorado e apertado em Marcelinho num canto da quadra, era em reconhecimento ao que Duda tinha acabado de fazer. Era também um agradecimento do companheiro de equipe, que viu o irmão sair do banco de reservas, colocar o jogo no bolso e ser decisivo na vitória sobre o São José que deu ao Flamengo o direito de disputar a final do NBB 5.

Para garantir o seu segundo troféu da competição na galeria, a equipe rubro-negra terá que passar pelo Uberlândia do técnico Hélio Rubens.

Até lá, os dias serão de muito trabalho e estudo, como ressalta Duda. E ele espera poder estar com a mão calibrada mais uma vez para poder ajudar o time na última batalha.

- Contra o São José, eu sabia que o jogo ia ser muito difícil, mas contribuí com mais pontos e se isso aconteceu foi porque meus companheiros tiveram confiança em mim. Quando eu meti a primeira bola, eles passaram a me procurar. Mas ainda não temos o que comemorar. Falta uma vitória para nós alcançarmos o nosso objetivo - disse.

Maestro da torcida, amado por ela, o ala-armador não nega que a atual temporada tem sido um dos melhores momentos de sua carreira. As críticas de outros tempos, os poucos minutos em quadra que tanto o desmotivavam ficaram no passado. Duda só quer retribuir a confiança que foi depositada nele pelo técnico José Neto.

- Não me preocupo com quem critica. O que importa é que o Neto confiou em mim e a equipe também. Eu me sinto importante jogando nesse time. O que tem sabor especial para mim é vestir essa camisa do Flamengo numa competição de nível alto, é ouvir essa torcida gritar meu nome. Estou vivendo um dos melhores momentos da minha carreira. Mas agora é pensar no Uberlândia. Temos que buscar fazer o melhor, fazer a partida da nossa vida contra eles.

E se Duda puder fazer mais 26 pontos, o pivô Caio Torres vai agradecer. Da mesma forma que fez na saída da quadra. Com sorriso estampado no rosto, finalmente podia apagar da lembrança aquela derrota para o mesmo São José, na mesma fase da competição da temporada anterior, que ainda o atormentava.

- Essa sensação é a melhor do mundo. Conseguimos devolver para eles a derrotar do ano passado e aqui dentro da nossa casa. Só pensávamos na vitória, tínhamos que ganhar de qualquer jeito nesse ginásio lotado. Trabalhamos o ano inteiro para isso. Graças ao time, graças ao Duda nós estamos na final - comemorou.


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!