Flamengo volta a vencer após quatro jogos no NBB







Depois de amargar quatro derrotas consecutivas - uma pelo NBB, diante do embalado Bauru, e três pela Liga das Américas, que culminou com a eliminação do time carioca no torneio -, o Flamengo agradeceu a fidalguia da diretoria do Joinville, que homenageou o agora rubro-negro Shilton pelos serviços prestados à franquia catarinense, mas não fez média em quadra e atropelou os donos da casa. Com grandes atuações dos alas Marquinhos, que anotou 29 pontos, e Olivinha, com outros 20, o time da Gávea venceu por 99 a 72 (49 a 38), fez as pazes com a vitória, chegou ao 25º triunfo e se manteve na liderança da competição com uma derrota a menos que a equipe de Brasília.

Além dos alas rubro-negros, Benite também teve grande atuação, principalmente no primeiro tempo. Com 18 pontos, nove deles anotados nos primeiros 20 minutos, o armador também se destacou. Pelo lado catarinense, Thyago Aleo, com 18 pontos, e Vinícius Teló, com outros 17, foram os maiores pontuadores.

jogo basquete Joinville x Flamengo NBB (Foto: Jackson Nassler / Divulgação)

As duas equipes voltam à quadra no sábado, pela 32ª rodada. Enquanto os líderes do NBB encaram o Limeira, no interior paulista, às 16h, a equipe catarinense, que amargou sua 12ª derrota em 13 jogos, recebe o Tijuca, no mesmo horário, em Joinville.

O JOGO

Parecia que o primeiro quarto seria tranquilo para o Flamengo, mas a previsão não se confirmou. O time rubro-negro fez 10 a 2 e se manteve na liderança com uma certa folga até 14 a 11. Até que Thyago Aleo entrou em ação, anotou cinco pontos consecutivos e colocou o Joinville à frente por 16 a 14. José Neto parou o jogo na mesma hora. A bronca do técnico rubro-negro surtiu efeito e, liderados por Benite e Marquinhos, que juntos anotaram 21 pontos no período, os visitantes viraram e fecharam os primeiros dez minutos vencendo por 29 a 23.

Shilton homenagem basquete jogo Joinville x Flamengo (Foto: Jackson Nassler / Divulgação)

O segundo quarto começou com uma bola de três pontos de Benite, aumentando a diferença para nove pontos, a maior do jogo até então. Mas, novamente, adefesa rubro-negra, muito criticada pelo técnico José Neto nos jogos pela Liga das Américas, voltou a falhar. Melhor para os donos da casa, que reagiram, anotaram 9 a 2 e diminuíram o prejuízo para apenas um pontinho. Mas a reação catarinense parou por aí, o Flamengo cresceu no jogo e o primeiro tempo terminou com 11 pontos a favor do time carioca.

O Flamengo voltou disposto a liquidar a fatura no terceiro período. E o objetivo foi cumprido em apenas cinco minutos. Com um início avassalador, marca registrada do time rubro-negro na competição, a equipe do técnico José Neto fez 16 a 5 e aumentou a vantagem para 65 a 43. Atordoados com o volume do time carioca, os donos da casa não conseguiram reagir e chegaram ao fim do quarto perdendo por 74 a 52.

Com o jogo praticamente decidido, o Flamengo só precisou administrar a diferença nos últimos dez minutos para fazer as pazes com as vitórias. E foi justamente o que o time carioca fez. Mesmo depois de perder o paraguaio Bruno Zanotti com cinco faltas - todas cometidas no último período - a pouco menos de seis minutos para o fim da partida, os visitantes aumentaram a diferença e venceram por 99 a 72.


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!