Flamengo vence Liga Sorocabana poupando estrelas








Poucos treinadores no NBB têm à disposição um elenco com tantas opções como José Neto. Por essa razão e também pela atuação tranquila na noite desta quinta-feira, o treinador do Flamengo deu-se ao luxo de providenciar um descanso a alguns de seus principais jogadores diante da Liga Sorocabana, pela 27ª rodada. Mesmo atuando muito menos do que o habitual, assim como Benite, Marquinhos anotou 22 pontos e foi o cestinha da fácil vitória rubro-negra sobre a equipe do interior paulista por 102 a 64 

As duas equipes voltam à quadra neste sábado, novamente no Ginásio do Tijuca. Líder do NBB com 24 vitórias em 26 jogos, o Rubro-Negro recebe o Bauru, às 16h. O time paulista, que amargou sua 14ª derrota e se manteve no meio da tabela, enfrenta o Tijuca no jogo seguinte, às 18h.

Olivinha, com 21 pontos e quatro rebotes, e Kojo, com sete  pontos, seis rebotes e 11 assistências, também se destacaram. Pelo lado paulista, Holloway, que só perdia para Marquinhos na média de pontos por partida, anotou 16 nesta noite, e Luciano, com 14, foram os maiores pontuadores.

O JOGO

O Flamengo começou a partida da maneira que mais gosta, com o pé no acelerador. No primeiro tempo em que o ala Marquinhos, com nove pontos, e o armador Kojo, com quatro pontos e quatro assistências, brilharam, o time carioca não deu chances para a Liga Sorocabana e venceu o primeiro período por 23 a 14.

Kojo na partida de basquete do Flamengo contra o Liga Sorocabana (Foto: Marcello Pires)

Com uma confortável vantagem conquistada nos primeiros dez minutos, o técnico José Neto começou a rodar o time mais cedo. Com Duda, Gegê, Caio Torres e o paraguaio Bruno Zanotti em quadra, o Flamengo manteve o volume de jogo e na metade do segundo quarto já vencia por 31 a 17. Mesmo com Benite, Marquinhos, Kojo e Shilton no banco de reservas, o jogo coletivo rubro-negro predominava, e a diferença chegou a 18 pontos (48 a 30) antes do intervalo.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Shilton, Marquinhos e Benite no banco de reservas. Nem assim o time paulista conseguiu equilibrar a partida. Muito pelo contrário. Com Olivinha inspirado e cometendo pouquíssimos erros ofensivos, a diferença foi aumentando. Já com suas principais estrelas de volta, os donos da casa foram ainda mais soberanos e terminaram o terceiro quarto com uma tranquila vantagem de 71 a 43.

O rodízio continuou nos dez minutos finais, e foi a vez de Olivinha e Caio Torres passarem um tempinho no banco. Com Shilton de volta e o jovem pivô Feliz em quadra, o time da Gávea continuou com o pé no acelerador. Se o Flamengo fazia uma partidas de poucos erros, a Liga Sorocabana abusava deles. Com o jogo nas mãos, o Rubro-Negro só teve o trabalho de administrar a diferença para chegar a sua 24ª vitória em 26 jogos no NBB 2012/2013.


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!