Flamengo derrota o Mogi das Cruzes na NBB5







O Jogo das Estrelas já ficou no passado para os jogadores do líder Flamengo. Mas o desgaste físico após o fim de semana festivo em Brasília ainda parece pesar. Pelo menos foi a impressão nos 20 minutos iniciais do confronto com o Mogi das Cruzes, nesta segunda-feira. Depois de um festival de erros no primeiro tempo e um placar digno de jogos da base - no segundo período os dois times juntos anotaram apenas 21 pontos -, o time carioca acordou no terceiro período e fez valer sua superioridade na vitória por 86 a 64 (34 a 28) no interior paulista. A equipe da Gávea alcançou seu 22º resultado positivo no NBB e aumentou a diferença para três triunfos sobre o vice-líder Brasília, que tem um jogo a menos.

Mesmo apagado no primeiro tempo, o ala Marquinhos foi o cestinha do confronto com 20 pontos. Benite, com 18, Olivinha, com dez pontos e 12 rebotes, e Caio Torres, com 12 pontos e sete rebotes, também se destacaram. Entre os donos da casa, os maiores pontuadores foram o ala Gehrke, com 18 pontos, e Bábby, ex-Fla, com 11 pontos.

NBB -  Mogi x Flamengo (Foto:  Guilherme Peixinho/Divulgação)

As duas equipes voltam à quadra nesta quinta-feira pela 27ª rodada. Enquanto os rubro-negros receberão a Liga Sorocabana no ginásio do Tijuca, às 20h, no Rio de Janeiro, o Mogi terá um compromisso complicado na capital paulista, diante do Paulistano, no mesmo horário.

O primeiro quarto nem foi dos piores. Liderado por Marquinhos, Kojo e Shilton, cada um com seis pontos, o time rubro-negro controlou as ações durante todo o período e não encontrou maiores dificuldades para vencer os donos da casa por 23 a 18.

No início do segundo período parecia que os rubro-negros iriam deslanchar de vez na partida. Após fazer 6 a 0 e aumentar a diferença para 11 pontos, o Flamengo pisou no freio, passou a cometer muitos erros e só anotou mais cinco pontos no restante do quarto. Mas o apagão foi coletivo, e o Mogi não fez nada muito diferente. Os donos da casa até melhoraram na segunda metade do quarto e diminuíram o prejuízo para apenas seis pontos: 34 a 26.

A bronca de José Neto no intervalo deve ter sido grande. Pelo menos fez Marquinhos entrar no jogo. Após anotar apenas sete pontos nos dois primeiros períodos, o cestinha do NBB fez 13 no terceiro, nove deles em bolas de três, e chegou aos 20 na partida. Quem também subiu de produção foi o pivô Caio Torres, que anotou dez pontos no período.

Com a vitória encaminhada, o treinador rubro-negro poupou Marquinhos e Caio Torres, e o Flamengo jogou para o gasto os últimos dez minutos para vencer o período por 21 a 18 e assegurar sua 22ª vitória na competição.

Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!