Kojo esquece as dores para ajudar o Fla







Quando o técnico José Neto olhou para o banco e o chamou para o jogo, Kojo nem parecia estar sentido as dores na perna esquerda que o acompanham nos últimos dias. Com um edema ósseo de grau 1 (o mais brando), o armador entrou em quadra no último sábado, ajudou a mudar a situação complicada em que o Flamengo se encontrava diante do Minas e, depois, foi acompanhar o restante da partida sentadinho na cadeira. Ordem médica. Daqui para frente, precisará de mais tempo de descanso. Difícil vai ser conter seu ímpeto. Nesta terça-feira, às 20h, Kojo estará novamente à disposição do técnico para o confronto diante do São José, na casa do adversário. E ele nem pensa na possibilidade de ficar fora da partida onde o Rubro-Negro buscará a 20ª vitória seguida no NBB 2012/13.

- Foi muito bom, mesmo com dor, poder ajudar o time no jogo passado. Eu tenho muita vontade de jogar. Sei que tenho que descansar, mas a perna não está quebrada, né? Então... - riu.

O empenho de Kojo, a vontade que mostra mesmo longe de sua condição física ideal,  arranca elogios dos companheiros de equipe. Olivinha é um deles.

- O pessoal que veio do banco deu uma energia extra importante para que a equipe pegasse no tranco contra o Minas. O Kojo não estava 100%, foi para o jogo e a equipe se motivou ao ver que mesmo assim estava tentando jogar da melhor forma possível. Ele é um jogador muito importante para nós. Dita o ritmo do jogo.

saiba mais

Confira a tabela e a classificação do NBB

Neto sabe disso. Sabe também que terá que poupá-lo em algumas situações. Mas contra o São José...

- É sempre um jogo difícil. Mais ainda jogando completo (Murilo, Jefferson e Dedé estão de volta) e dentro da quadra deles. Temos que focar em ter o controle da partida - afirmou o treinador.

Nesta temporada, os comandados do técnico Régis Marrelli somam sete vitórias em nove compromissos como mandante. Atual campeão paulista e vice nacional, o time ocupa a nona colocação na tabela e vem de quatro derrotas consecutivas.

- O ginásio Lineu de Moura nos ajuda muito. É um verdadeiro caldeirão, em que a torcida participa ativamente durante toda a partida. A acústica favorece e nossos torcedores acabam fazendo um barulho muito forte das arquibancadas. Recebemos um grande apoio fora de quadra e sabemos que nossos adversários se sentem pressionados. O jogo contra o Flamengo vai ser um clássico e vamos buscar a vitória ao lado do nosso torcedor. Alguém vai ter que tirar a invencibilidade deles. Quem sabe não conseguimos isso? - disse Marrelli.

Assim como Kojo, o ala-pivô Murilo também precisará se contentar em ficar menos tempo do que o normal em quadra. Depois de dois meses e meio afastado para fazer um trabalho de fortalecimento muscular no joelho esquerdo, ele ainda busca o melhor condicionamento físico e deverá atuar por 10 minutos.

- Estou muito motivado para este jogo. Sei que estou bem longe do meu 100%, mas com muita vontade. Não vamos jogar para tirar a invencibilidade do Flamengo. Nós precisamos é mudar de situação no campeonato. Estamos em uma posição na tabela que não esperávamos estar, pelo time que temos e pelo nosso investimento. Temos que dar a volta por cima e seria melhor ainda se fosse em cima de uma equipe que está jogando muito bem.

Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!