A cada rodada o Flamengo mostra mais força. Depois de vencer seus 16 primeiros compromissos no NBB, a equipe carioca enfrentou seu principal desafio no primeiro turno, fora de casa, diante do então vice-líder Unitri/Universo. E nem o time mineiro, que ostentava uma campanha invicta dentro de seu domínios, foi capaz de segurar a equipe rubro-negra. Em duelo realizado no Ginásio Homero Santos, em Uberlândia (MG), o clube da Gávea levou a melhor, pelo placar de 87 a 78.

Com o triunfo, os comandados do técnico José Neto fecham sua participação na primeira metade da competição com 100% de aproveitamento – feito alcançado pela primeira vez na história o campeonato. Outra marca atingida pelo time flamenguista foi o recorde absluto de vitórias consecutivas na primeira fase do NBB.

Na temporada 2008/2009, o próprio Flamengo venceu 17 compromissos seguidos e o recorde foi igualado pelo clube rubro-negro nesta segunda-feira. Agora, a equipe carioca terá a chance de superar a própria marca, na próxima quinta-feira, diante do Vila Velha/Garoto/UVV, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ).

"Nossa equipe está de parabéns pela partida. Viemos aqui e conseguimos diminuir a pontuação deles. Conquistamos uma vitória importante aqui em Uberlândia. Sabíamos que a torcida deles iria fazer muito barulho, mas estivemos concentrados durante os 40 minutos e saímos com a vitória. Tomara que a gente consiga manter essa invencibilidade por um bom tempo, disse Olivinha, responsável por um duplo-duplo no confronto, com 11 pontos e 12 rebotes.

Para sair vencedor em solo mineiro, o líder do NBB contou com mais uma exibição de alto nível de Marquinhos. O cestinha da atual edição da competição mostrou frieza nos momentos decisivos e deixou a quadra com 23 pontos. Mesmo com a derrota, o maior pontuador do confronto foi o ala Luís Gruber, autor de 25 pontos. O revés empurrou o time mineiro para a terceira colocação, com uma campanha de 12 vitórias e cinco derrotas.

Mesmo diante da fervorosa torcida uberlandense, o time carioca aos poucos foi implementando seu estilo de jogo na quadra rival. Com destaque para Marquinhos e Benite, que juntos somaram 13 pontos na primeira parcial, o esquadrão rubro-negro assumiu a liderança do placar rapidamente. Porém, do outro lado, um inspirado Gruber tratou de manter a equipe mineira no jogo. E foi com um arremesso do ala canhoto da linha de três pontos no estouro do cronômetro, que o período inicial se encerrou com os visitantes na frente, por 23 a 18.

Logo no início do segundo quarto, o time da casa tratou de sufocar os cariocas e diminuir ainda mais a vantagem dos rivais. Porém, com uma atuação muito segura, principalmente dos reservas Duda e Feliz, os comandados de José Neto conseguiram segurar o ímpeto dos adversários por boa parte da parcial. Mas, no fim do período, o time de Uberlândia conseguiu uma rápida sequência de cestas e a diferença no placar caiu para apenas um ponto (41 a 40). Foi então, que no último lance do primeiro tempo, Marquinhos converteu um arremesso de muito longe e as equipes foram para os vestiários com o Flamengo na frente por quatro pontos: 44 a 40.

Aproveitando seguidos erros do time rubro-negro no ataque, os uberlandenses fizeram uma sequência de 5 a 0 e conseguiram virar o jogo logo na volta do intervalo (45 a 44). A partir deste momento, as equipes justificaram as respectivas posições na tabela de classificação e o público que compareceu ao Ginásio Homero Santos acompanhou uma partida de alto nível técnico. O esquadrão carioca chegou a abrir 11 pontos de frente (68 a 57) – sua maior vantagem no duelo -, mas os mineiros não abaixaram a cabeça e rapidamente cortaram o prejuízo para seis pontos: 68 a 62.

Com uma atuação digna de líder do campeonato, o Flamengo encaminhou seu triunfo com muita tranquilidade. Com muita paciência no ataque, a equipe do Rio de Janeiro soube explorar as melhores opções a cada jogada e conseguiu esfriar uma reação dos rivais.