Como foi o jogo Uberlândia e Flamengo pelo NBB 2012/2013







Com direito a um minuto de silêncio ao ténico Ary Vidal, quebra de recorde de público e de invencibilidade do time mineiro jogando em seu domínio, o clássico, com clima de decisão, começou a 100km/h. Os donos da casa até abriram o placar com uma cesta de três pontos de Luis Gruber, mas foi o Flamengo que diitou o ritmo nos primeiros dez minutos. Depois de errar seus três primeiros arremessos na partida, Marquinhos antou sete pontos seguido e comandou o time carioca na vitória parcial por 23 a 18.

O segundo quarto começou como terminou o primeiro, com o Flamengo sufocando o adversário. O personagem também foi rubro-negro:o pivô Feliz. Nos 7min55 que esteve em quadra, o camisa 5 conseguiu o feito de acertar todos os quatro arremessos de quadra que tentou, anotando oito pontos, e fazer quatro faltas. O Uberlândia, que chegou a estar perdendo por nove pontos, reagiu e diminuiu a diferença para apenas um ponto. Mas com uma cesta do meio da rua do iluminando Marquinhos, a equipe carioca conseguiu umafolga no placar e foi o intervalo vencendo por 44 a 41.

Com Benite no banco de reservas, o Flamengo começou o segundo tempo sonolento. Melhor para os donos da casa, que anotaram quatro pontos seguidos e assumiram a ponta pela primeira vez na partida. A reação rubro-negra, porém, foi imediata, e, com o camisa 8 de volta à quadra, o time carioca rapidamente abriu nove pontos  (63 a 54) e retomou o controle das ações.

Uberlândia x Flamengo nbb basquete (Foto: Raphael Oliveira/EAZ)

A confortável vantagem rubro-negro foi a senha para o técnico Hélio Rubens trocar Valtinho por Helinho. O camisa 10 da equipe mineira entrou bem e, de cara, anotou uma bola de três pontos para diminuir o prejuízo para apenas seis.

Quando parecia que o jogo voltaria a pegar fogo, os donos da casa desperdiçaram dois ataques seguidos. Por sua vez, o Flamengo acertou a mão e, com uma bola de três de Olivinha, e dois lances-livres de Kojo, abriu 11 pontos. O Uberlândia deu o troco na mesma moeda com Léo e Robert Day, e a diferença voltou a cair para seis pontos (68 a 62) no fim do período.

Disposto a não desperdiçar a oportunidade de igualar seu próprio recorde, o Flamengo começou quente nos últimos dez minutos com uma bola de três pontos de Kojo. O time da casa sentiu o golpe, passou a errar demais no ataque e viu a equipe carioca colocar 13 pontos (81 a 68). Mas com duas bolas de três de Valtinho e Helinho, a diferença caiu para sete voltou para o jogo. Mas a regularidade do Flamengo impressiona, e com uma atuação segura e sem erros nos minutos finais, o líder do campeonato venceu a 17ª seguida e fez história.


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!