Após turno perfeito, Olivinha pede calma: 'É cedo para falar de título'







Olivinha, do Flamengo, marca Robert Day, do Uberlândia nbb basquete (Foto: Raphael Oliveira/EAZ)

O desempenho do Flamengo no NBB é arrasador. O rubro-negro venceu o Uberlândia por 87 a 78 e chegou à incrível marca de 17 vitórias consecutivas. Além de ampliar o melhor início de temporada, o líder isolado da competição igualou seu próprio recorde, estabelecido na edição de 2008/2009, e se tornou a primeira equipe a vencer todos os seus jogos no primeiro turno.

Apesar do resultado, os jogadores adotam discurso de cautela. Dentro da quadra, o sentimento é de total confiança. Fora dela, os jogadores procuram manter a calma e os pés no chão. Em meio às comemorações após o apito final, Olivinha elogiou a postura da equipe e evitou o oba-oba.

- A vitória foi muito importante. A torcida lotou o ginásio, sabíamos que ia ser difícil, mas conseguimos nos concentrar e diminuir as ações do Uberlândia. Nossa confiança está lá no alto, depois de 17 vitórias conseguimos terminar o turno invicto, mas vamos com calma. É cedo para falar de título. Vamos manter a cabeça no lugar e jogar um jogo de cada vez - afirmou o ala-pivô rubro-negro ao SporTV.

Em partida onde o Flamengo controlou as ações do início ao fim, o camisa 16 comemorou o trabalho bem realizado e elogiou o treinador José Neto. Com 11 pontos e 12 rebotes, Olivinha vem mantendo sua regularidade característica na excelente temporada da invicta equipe carioca.

- Terminar o turno com 100% de aproveitamento significa que o trabalho está sendo bem feito. O Neto está fazendo um excelente trabalho. Nós compramos a ideia dele - finalizou.


Compartilhe no Google +

About Primeiro Penta

Flamengo até depois de morrer, eu sou!
    Comentários no Blogger
    Comentários no Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Temos o direito de publicar ou não os comentários, já que, segundo a legislação brasileira, somos responsáveis por eles. Assim sendo, a educação é primordial nesse espaço. Comentários ofensivos não serão, obviamente, aprovados.
Comente sempre!